Agroindústria é inaugurada no interior do Estado e gera 40 novos empregos

0
3

Pequenas agroindústrias estão trazendo transformação para o interior do Tocantins ao gerar novas oportunidades de emprego, renda e aumento da produção. Um bom exemplo é o abatedouro de aves do município de Palmeirante inaugurado nesta sexta-feira, 17.

Com capacidade de abate diário de 500 aves e regularizado com selo de inspeção estadual (SIE 095), o abatedouro de aves da agricultura familiar atende atualmente 20 produtores que criam aves no município e gera 40 empregos diretos.

“Uma pequena agroindústria potencializa a vida do pequeno produtor, facilita o acesso ao mercado e agrega valor à produção. O Governo do Estado trabalha para fomentar a implantação de agroindústrias, com uma política de formação de consórcios intermunicipais juntamente com o Selo de Inspeção estadual, o Selo Artesanal, o Selo Arte entre outras ações”, destacou o secretário da Agricultura, Pecuária e Aquicultura do Estado (Seagro) e presidente Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), Thiago Dourado, ao participar da inauguração na manhã desta sexta.

O secretário informou também que muitas agroindústrias, sejam elas para o processamento vegetal ou animal, estão sendo instaladas no Tocantins e em parceria com a Agência de Defesa Agropecuária do Estado (Adapec) o Governo está acelerando todo o processo de regularização da produção agrícola.

O prefeito de Palmeirante Charles Rodrigues comemorou a implantação da primeira agroindústria no município. “Somos exemplo. Vamos fazer parcerias com os municípios vizinhos. Que eles percebam como é possível e viável implantar agroindústrias em suas cidades também”, disse ele reforçando a presença do Governo do Estado ao fortalecer a cadeia da agroindústria.
Segundo o prefeito a gestão municipal investiu R$100 mil na obra e a Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia mais R$ 300 mil.

Incentivo à produção rural

Além de ter um papel importante na geração de emprego e renda, o abatedouro possibilita o desenvolvimento da comunidade, ao permitir conciliar diferentes atividades econômicas. “Para nós, que moramos na zona rural, o projeto veio em uma boa hora. Ampliamos nossa renda, trabalhamos dentro da nossa propriedade o que não impede a gente produzir outras culturas na nossa propriedade. Nossa expectativa é crescer ainda mais”, disse Mirley Carvalho, que mora na região há 12 anos, e é uma das produtoras de frango atendida pelo abatedouro. “É um incentivo para toda a minha família e somos exemplos para os nossos filhos”, finalizou ela. Os frangos abatidos no local são inspecionados pelo selo estadual e podem ser comercializados em todo território tocantinense

“Já mudou a minha vida desde o dia que começou a funcionar. Muitos precisam de uma oportunidade de emprego e agora estão tendo. Estamos sendo qualificados para trabalhar em qualquer outra empresa”, complementou Ana Maria que é funcionária do abatedouro.

Avicultura caipira é tradição nos quintais, em especial em pequenas propriedades, no município de Palmeirante que tem transformado a rotina caseira em um bom negocio. Com o abatedouro muitos produtores do município poderão investir na criação de frango caipira de um jeito organizado.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA