Exportações de carne do Tocantins ultrapassaram $1 bilhão

0
0

No último domingo, o Presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Tocantins (FAET) realizou entrevista ao Norte Agropecuário destacando a importância do Produtor Rural no PIB do Tocantins. As exportações de carne no estado ultrapassaram R$ bilhão. Em volume foram 45,26 milhões de quilos de carne vendidos para o exterior. O valor registrado de exportação de carne nestes primeiros sete meses de 2020 superam com folga os US$ 120,31 milhões de 2014, até então melhor resultado para o período da história. Ao ressaltar o trabalho de preservação ambiental, Paulo Carneiro aproveita os bons resultados para pedir um tratamento melhor do governo e da população aos produtores rurais brasileiros   Confira a matéria na íntegra: Com um crescimento de 108% na comparação com os sete primeiros meses de 2019, as exportações de carne do Tocantins alcançaram o valor de US$ 187,62 milhões (R$ 1,01 bilhão). Em volume foram 45,26 milhões de quilos de carne vendidos para o exterior. Os dados são resultado de apuração do Norte Agropecuário no Comex Stat, sistema oficial de transações comerciais internacionais administrado pelo governo federal via Secretaria de Comércio Exterior. Esses resultados amplamente positivos foram muito comemorados pela Faet (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Tocantins). Conforme o presidente da entidade, Paulo Carneiro, o número, maior já registrado na história para o período, “é imbatível”. “Estamos vivendo um período histórico para o Tocantins. Em plena pandemia, produzimos dia e noite, não tem sábado, não tem domingo e os resultados estão aí. Seguramos o PIB (Produto Interno Bruto) do Tocantins e do Brasil”, frisou o líder ruralista. Carneiro destacou que os produtores rurais, sobretudo do Tocantins, fazem o máximo de esforço para cumprir todas as normas ambientais, preservando em média mais de 45 de suas propriedades. Ele destacou que tanto os governos, como a própria sociedade, deveriam reconhecer todo esse trabalho A QUALIDADE Outro ponto destacado pelo presidente da Faet é qualidade da carne tocantinense. Para ele, esse é o principal fator que impulsionou as vendas para o exterior, tendo a China como principal cliente (53% do total, quase US$ 100 milhões). “A China é um bom cliente. Eles compram essa quantidade toda porque temos uma carne boa. Nossos produtores usam tecnologia genética para ter o boi de qualidade”, frisou. HISTÓRICO O valor registrado de exportação de carne nestes primeiros sete meses de 2020 superam com folga os US$ 120,31 milhões de 2014, até então melhor resultado para o período da história. Como o Norte Agropecuário vem explicando, o fato da China ter aberto o mercado para a carne tocantinense é o grande diferencial que ajudou a impulsionar as vendas para o exterior. Um dos motivos da abertura do mercado chinês é a peste suína africana que atingiu o rebanho de porcos do gigante asiático em 2019. Isso fez com que milhões de porcos fossem sacrificados na China e o país precisou substituir a proteína animal por outras e a carne bovina acabou sendo uma das escolhidas.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA