Bandeira diz que Marcus tentou desestabilizar pré-candidaturas do Cidadania e avisa que agora é contra indicação do vereador na majoritária de Dimas

0
3

Presidente do Cidadania de Araguaína, Sandro Bandeira, acusa o vereador Marcus Marcelo (PL) de tentar desestruturar as pré-candidaturas do partido. À Coluna do CT, o dirigente afirma que o liberal entrou em contato com nomes da sigla para fazê-las desistir de disputar as eleições.

Ato de desespero

Sandro Bandeira vê na ação de Marcus Marcelo um “ato de desespero”. “Ele não conseguiu fazer grupo no partido dele e sabe que o Cidadania é um partido consolidado na base do Ronaldo Dimas e no apoio a Wagner Rodrigues [para encabeçar a chapa], e daí foi para cima de pré-candidatos meus tentando desestabilizar”, narrou.

Vou trabalhar contra

O dirigente disse que o episódio mudou o posicionamento do Cidadania nas discussões sobre a composição da majoritária. “Estava relativamente neutro em relação a questão do vice, mas agora sou oposição afrontosa a Marcus Marcelo. Não apoiarei como presidente de partido o nome dele na majoritária. Se vai conseguir é outro história, mas vou trabalhar contra e articular contra porque este tipo de gente não pode estar em um projeto tão bonito desse”, emendou Sandro Bandeira.

Decepção

Presidente do Cidadania, Sandro Bandeira admitiu estar decepcionado com Marcus Marcelo. “Esperava mais dele. Quem quer ser prefeito, vice-prefeito, de uma cidade de nosso porte tem que ser grande, ter conteúdo, agregar e convencer. Mas ele focou em desestabilizar o partido. Ele foi pequeno”, comentou.

Coluna do CT tentou contato com Marcus Marcelo por mensagem e ligação, mas não obteve sucesso. O espaço está aberto.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA