Gincana virtual promove interação entre estudantes e arrecada 540 máscaras

0
0

Se reinventando em tempo de pandemia, o Colégio Estadual Desembargador Virgílio de Melo, de Paranã, realizou a sua primeira gincana virtual, este mês. O resultado do trabalho realizado pelas equipes participantes, formadas pelos alunos do 9º ano do Ensino Fundamental, Ensino Médio (1ª, 2ª e 3ª série) e da Educação de Jovens e Adultos (EJA), será divulgado nesta sexta-feira, 14.

Os estudantes participaram de um total de 12 desafios realizados de forma totalmente virtual e envolvendo as suas famílias. “Esse foi um dos diferenciais da nossa gincana, a participação das famílias e a realização de atividades multidisciplinares. Desde 2016 realizávamos a Gincana de Matemática, trabalhando a temática da educação financeira e, neste ano, nos reinventamos”, destacou uma das coordenadoras da ação, a professora Gisélia Cristina Rocha.

Dentre os desafios propostos está a tarefa intitulada Declamação Poética (Teatrando no TIK TOK), o desafio Experimento Científico, a composição de uma Paródia fazendo uma relação entre pandemias anteriores e a pandemia da Covid-19, entre outros. Na parte social, os estudantes, junto com suas famílias, produziram 540 máscaras, que foram distribuídas para as comunidades carentes do município.

Mesmo com os estudantes fora da sala de aula, a ‘I Gincana Virtual: Interação e Aprendizagem Multidisciplinar em Tempos de Pandemia’ contou com uma boa adesão dos estudantes. “Esperávamos um público misto de todas as turmas, mas jamais imaginamos que teríamos 138 alunos inscritos e envolvidos voluntariamente com garra e determinação na ação (já que a única série que havia oficialmente retomado as atividades era a 3ª série do Ensino Médio”, destacou Gisélia Cristina.

A inscrição dos estudantes, as orientações e a realização dos desafios ocorreram de forma totalmente virtual e podem ser acessadas no canal do YouTube, da unidade de ensino. Os trabalhos foram dirigidos e coordenados pelos professores: Giselia Cristina Rosa, Juliana Bastos, Kátia Viviany da Silva Cardoso Sousa, Márcio Sousa Silva e Rosiane Miranda, sob a coordenação pedagógica de Tereilza Tocantins e a gestão de Alexandre Cabral.

Participantes

A estudante Ana Vitória Pereira de Souza, da 2ª série, destacou a interdisciplinaridade da gincana. “Por mais que estejamos vivendo uma pandemia, os nossos professores e o diretor foram atrás de estratégias para nos manter mais próximos e ativos. Sentimos a mesma emoção como nas outras gincanas que já foram realizadas. Gostei muito que esse ano foi possível trabalhar com outras disciplinas, como Português, Matemática, Química, Biologia, entre outras.

A estudante Suzane Lopes da Fonseca, da 3ª série de ensino médio, destacou o espírito da gincana. “A gincana é uma coisa que une os estudantes e todo mundo quer participar. As provas foram muito interessantes e todo mundo entrou de cabeça. Uma coisa importante dessa gincana é que ela serviu para mostrar que podemos aprender em casa, que podemos nos divertir em casa, mesmo com o isolamento, cada um em sua casa, as coisas podem fluir. E vamos seguir de cabeça erguida”, destacou.

Estudantes participam dos desafios da gincana realizados de forma totalmente virtual
Estudantes participam dos desafios da gincana realizados de forma totalmente virtual – Divulgação Dicom Seduc/Governo do Tocantins
Na parte social da gincana, foram arrecadadas 540 máscaras, distribuídas para comunidades carentes
Na parte social da gincana, foram arrecadadas 540 máscaras, distribuídas para comunidades carentes – Divulgação Dicom Seduc/Governo do Tocantins
A gincana envolveu a família dos estudantes e teve abordagem multidisciplinar
A gincana envolveu a família dos estudantes e teve abordagem multidisciplinar – Divulgação Dicom Seduc/Governo do Tocantins

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA