1ª entrevista de Lula teve impacto grande apenas entre os seguidores do PT

Views: 31

© Sérgio Lima O ex-presidente Lula está preso desde o dia 7 de abril de 2018 na Superintendência da PF (Polícia Federal) em Curitiba

Análise da empresa de consultoria digital Bites divulgada nesta 2ª feira (29.abr.2019) indica que a entrevista do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aos veículos Folha de S.Paulo El País na última 6ª (26.abr) teve grande impacto apenas entre seguidores do PT. Esta foi a 1ª vez que Lula conversou com a imprensa desde que foi preso em 7 de abril de 2018.

“A conversa com os jornalistas está longe de ser uma explosão de apoio a Lula e, por enquanto, não ultrapassou as fronteiras daqueles que já seguem as teses do petista”, informa o relatório.

A análise do Sistema Analítico Bites utiliza informações dos perfis oficiais do ex-presidente Lula no  Facebook, Twitter, Instagram e YouTube. De acordo com o relatório, desde 6ª feira (26.abr.2019) até a manhã de domingo (28.abr.20129), a equipe de assessoria de imprensa de Lula produziu 60 posts que registaram 158 mil interações.

Nesse período, as contas de Lula conseguiram mais 10.825 novos seguidores. O resultado é apenas 4 vezes maior aos dias seguintes à decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça) que reduziu a pena do ex-presidente. Nas citações abertas no Twitter sobre a entrevista, Lula apareceu em 581 mil posts contra os 298 mil tweets produzidos nas 48 horas seguintes ao posicionamento do STJ.

Nesse mesmo período, o presidente Jair Bolsonaro, ganhou 27.945 seguidores, fez 39 posts em seus perfis e obteve 2.741.353 interações no Twitter, Facebook e Instagram. O resultado das interações  de Bolsonaro equivale a 17 vezes mais que o ex-presidente.

Compartilhamento: El País rendeu mais

A entrevista rendeu 1.380 artigos que geraram 5,2 milhões de interações nos 300 textos mais compartilhados no Facebook e Twitter. A reportagem do jornal El País respondeu por 13% desse volume e a Folha de S.Paulo ficou com 4%.

Na última semana, entre os 248 mil artigos publicados nos sites nacionais Bolsonaro e Lula, respectivamente, ficaram em 1º e 2º lugar em compartilhamentos. A reportagem da revista Fórum sobre a decisão de reduzir investimentos do Ministério da Educação em cursos de Sociologia e Filosofia rendeu 818 mil interações. enquanto Lula teve 706 mil interações na entrevista ao El País.

Congresso Nacional

No Congresso Nacional, o apoio a Lula também ficou restrito a congressistas do PT. Os deputados federais produziram 653 posts sobre o ex-presidente. Destes, 547 foram feitos pela bancada petista. Com isso, os aliados do ex-presidente conseguiram 782 mil interações nessas publicações.

Lula não foi o assunto dominante da Câmara dos Deputados nas últimas 72 horas: juntos, os deputados fizeram 4.816 publicações que registaram 5,1 milhões de interações. O post de maior propagação foi da deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) com uma entrevista da atriz Maitê Proença defendendo o pacote anticrime do ministro Sérgio Moro. Ela conseguiu 116 mil interações.

Esse padrão se manteve no Senado. Lula apareceu em 71 dos 746 posts. O PT também dominou as publicações do ex-presidente.

Fenômeno interessante tanto na Câmara e no Senado foi a ausência da defesa de Lula de antigos aliados que estavam com Lula nos seus 2 governos e na administração de Dilma Rousseff.

Hashtags

Nas 10 hashtags mais utilizadas, 4 foram positivas –#lulalivreja, #falalula, #lulainspira e #lulalivre– foram associadas a 224 mil tweets. Nas negativas, as 2 mais difundidas –#lulanacadeia e #moroteprendeubabaca– foram citadas em 140 mil posts.

Pesquisas sobre Lula no Google

Em uma escala que vai de zero a 100, o interesse pelo ex-presidente ficou na média de 34. Nas 48 horas após a decisão do STJ, essa taxa média foi de 29. A entrevista de Lula despertou 1 interesse 17 pontos superior aos eventos da redução da sua pena.

 

Source:Poder360
Comments: 0

Your email address will not be published. Required fields are marked with *

0

Your Cart